Legalize It – Seria a solução?

Sabe qual é o país europeu mais liberal quanto às drogas? Não, não é a Holanda.

Surpreendentemente, é Portugal. Contra a vontade da igreja e dos mais conservadores, substituiram em 2001 a prisão pela oferta de terapia. O sucesso da iniciativa é hoje um case study nos EUA.

A actual fórmula de combate à droga fracassou. Falhou.

E, ainda bem, a legalização das drogas ganha cada vez mais força. Senão, vejamos.

Embora os críticos dizem que a medida levaria a um maior consumo de droga, os efeitos imediatos sentir-se-ão nos encargos com as prisões e com todo o aparato juridico-policial para o efeito. Esses encargos podem ser canalizados para o tratamento e para a prevenção.

Também há vantagens económicas e também é evidente a poupança de vidas que hoje se perdem no combate e no tráfico. Legalizar as drogas é claramente a melhor forma de reduzir a criminalidade violenta associada à droga.

E a procura não pára de aumentar, levando o mercado mundial de drogas a movimentar 320 mil milhões de dólares por ano e esta ideia, hoje cada vez mais bem aceite, e cujo tempo parece que ainda não veio, pode perfeitamente controlar o desastre.

Com regulamentação, educação e tributação, mas falta coragem.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: